Cérebro de Elefante

De acordo com a fisiologia dos elefantes, esses paquidermes possuem um cérebro mais denso e com mais lóbulos do que o dos humanos, o que faz com que tenham maior capacidade de guardar informações. Daí a expressão ‘memória de elefante’, utilizada para se referir a pessoas que possuem uma boa memória, que não esquecem das coisas facilmente. Inspirado na obra do dramaturgo Samuel Beckett (1906-1989), Cérebro de Elefante recorre à memória de seus personagens para conduzir a plateia por um jogo absurdo, cíclico e repetitivo. Em cena, os atores Harlen Félix, Luciana Gadoti e Vanessa Cornélio dão vida a um triângulo amoroso alimentado por lembranças. Marido, esposa e amante encontram-se no limbo de suas memórias, buscando nas coisas do passado razões e justificativas para a situação em que estão no presente.



FICHA TÉCNICA

• Texto, Cenografia e Direção: Tiago Mariusso

• Em cena: Harlen Félix, Luciana Gadoti e Vanessa Cornélio

• Figurino e Maquiagem: Isaac Ruy

• Sonoplastia: Milton F. Verderi e Tiago Mariusso

• Iluminação: Tiago Mariusso e Isaac Ruy

• Operador de Luz: Murilo Gussi e Marcelo Nogueira

• Contrarregra: Giovani Milani e Fabiana Pezzotti

• Foto: Ricardo Boni, Cinemacaco, Jorge Etecheber e Valdecir Geroto

• Comunicação Visual: Vanessa Cornélio

• Produção: Cia. Ir e Vir