Currículos

Tiago Mariusso

Dramaturgo, Diretor, Ator, Iluminador, Sonoplasta e Produtor. DRT/SP: 39534/SP Formação: Sociólogo Fundador da Cia. Ir e Vir, sua formação teatral vem de mais de 17 anos de oficinas e processos colaborativos, além de outras participações no universo da arte e criação, tais como, artes plásticas e vídeo. Também desenvolve projetos personalizados para o Sesc Rio Preto juntamente com outras Cias. ligados à área infantil e performance. Além de desempenhar a função de produtor em eventos e festivais. Em 2017 foi selecionado com projeto embrião “Blasted” para o FIT – Festival Internacional de Teatro de Rio Preto. Em 2015- Selecionado para Montagem de Intervenção urbana intitulada “Efêmera” para festival Breu- Sesc Rio Preto. Já 2014 foi ganhador da Lei Fomento Nelson Seixas/Cultura para Todos para Montagem e Circulação do Espetáculo “Mate o Gato Antes de Sair” - Circuito Fábrica de Sonhos de Teatro - Proac - Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo - Circuito SESI de Teatro com o espetáculo “Circo Lando” Atualmente é instrutor de teatro na Casa de Cultura Dinorath do Valee e está em cartaz com o espetáculo: “Cérebro de Elefante” – Texto e Direção Tiago Mariusso. Selecionado na Lei de Fomento Nelson Seixas/Cultura para Todos na categoria Circulação.

Harlen Félix

DRT:0046711/SP 39 anos, é natural de Votuporanga (SP), e desenvolve, desde 1994, um trabalho de ator paralelo à profissão de jornalista. Atualmente integra a editoria de cultura do jornal Diário da Região e faz parte do elenco do espetáculo Cérebro de Elefante, da Cia. Ir e Vir, em São José do Rio Preto (SP), onde mora desde que deixou sua terra natal no início dos anos 2000. Em Votuporanga (SP), fundou com outros amigos a Cia. Paulista de Anarquia e Artes "Das Tipas ao Coração", grupo que se dedicou principalmente ao resgate da cultura popular do interior paulista por meio da adaptação de clássicos do teatro, como Woyzeck e Romeu e Julieta. Com a peça Tio Patinhas e o Teatro do Comprimido (adaptação de Augusto Boal), foi selecionado para o Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT). Desde que fixou residência em São José do Rio Preto (SP), atuou com várias companhias da cidade, como a Cia. Fábrica de Sonhos (Memórias de Um Sargento de Milícias [2004] e Caipiras - Espetáculo de Tradição [2013]), Cia. Palhaço Noturno (Tartaruga [2012]) e Grupo Kahlos (Kahlos - Um Exercício Cênico [2013]). Em 2016, também participou do elenco do curta O Homem de Bem, do diretor rio-pretense Vinicius Dall'Acqua.

Vanessa Cornélio

DRT: 41.302/SP Bacharel em Comunicação Social, com especialização em Criação Publicitária; desempenhou até 2010, após formação em 2006... Passando a pesquisar arte e literatura, desde então. Em 2011, funda o Grupo “Asa de Borboleta Performance Art”, que pesquisa as construções do corpo cênico performático, inserindo-o numa perspectiva da alteridade, onde produziu e apresentou as performances: Um ser, só., Admitimos PCD e Humalteridade, passando por lugares importantes como IBILCE/UNESP, Satiryanas, SESC, Fit (Festival Internacional de Teatro de Rio Preto). Fruto dessa iniciativa, vários convites para peças de teatro foram surgindo, de onde participou de algumas produções com os Diretores Rick Matioli (Funk’Se Orfeu – Proac), Guido Caratori (Reevolução – curta) e finalmente, fundando, ao lado de Milton F. Verderi, O Grupo Kahlos, onde pode vivenciar “O Diário de Frida Kahlo”, interpretando a pintora sob a ótica de seus próprios manuscritos... Trabalho esse que rendeu o Prêmio de Melhor Atriz 2013/2014, pelo Mapa Cultural Paulista. Paralelo a esses trabalhos fundou a Trupeninho e Passarinhos, voltado ao público infantil, numa criação prático-experimental. O projeto pesquisou a obra “Fragilidade” de Jean Claude Carrière. Em 2016, passa a integrar a Cia Ir e Vir e compor o elenco de Cérebro de Elefante, peça encenada atualmente pela cia. Também em 2016, grava os cutas-metragens, Fica comigo, Helena e À espera de Quem?, respectivamente das diretoras Ana Paula Olentino e Rosana Godoy.

Luciana Gadoti

39 anos, é natural de Paulo de Faria (SP), e desenvolve trabalho de atriz desde 1996 na cidade de São José do Rio Preto (SP). È formada em Jornalismo também. DRT: 29305/SP Atualmente faz parte da Cia Ir e Vir sediada em São José do Rio Preto ( SP), atua como atriz no espetáculo “Cerebro de Elefante” com texto e direção de Tiago Mariusso. E realiza um trabalho inspirado nos Doutores da Alegria desde 1999, pelo Grupo Hospital Só Riso, sediado em São José do Rio Preto (SP). Fez parte da Cia Palhaços Noturnos, onde realizou vários trabalhos como atriz: Melodrama – Texto Filipe Miguez- Direção e Encenação Ricardo Mattiolli (2009); Liz Eu e o Pássaro Encantado – Inspirado livremente no livro “A menina e o pássaro encantado” de Rubem Alves – Adaptação Luciana Mantovani – Direção Ricardo Matioli (2008); Aqueles Dois – Da obra de Caio Fernando Abreu – Adaptação Luciana Mantovani - Direção Ricardo Matioli (2007/2008); Antes de ir ao baile – Texto Vladimir Capela - Direção Ricardo Matioli (2000); O Dia de Alan – De Vladimir Capela - Direção de Ricardo Matioli (1997/1998); Atuou também na produtora Midia Produções nos seguintes espetáculos: O Pequeno Príncipe - Adaptação e Direção Daniel Neves (2010/2011); Os Três Porquinhos E O Lobo Trapalhão – Direção e adaptação Rony Guilherme (2009); O Patinho Feio– Hans Cristian Andersen – Texto e Direção Jorge Vermelho (2006); Dom Casmurro – Da obra de Machado de Assis – Adaptação e Direção Rony Guilherme (2004/2006/2007);

Marcelo Nogueira

DRT: 0046912/SP. 21 anos, é natural de São José do Rio Preto (SP), desenvolve trabalho de ator desde 2004 na cidade de São José do Rio Preto. Também é formado em informática para negócios. Atualmente faz parte da Cia Ir e Vir, sediada em São José do Rio Preto (SP), tendo a função de ator, produtor, e devolve pesquisas dramatúrgicas para a montagem do espetáculo “Arrebentado”, projeto selecionado para categoria C do FIT 2017. Também faz parte da Cia Entre Nós, sediada em São José do Rio Preto (SP), atuando nos espetáculos “O Agente Ambiental Mirim” (2011 a 2017) e “Francisco e Clara, dois pobres que enriqueceram o mundo” (2016 a 2017). A Cia Poesia em cena (também sediada em São José do Rio Preto) é outra companhia que Marcelo tem as funções de ator, sonoplasta, iluminador e músico. Fez parte do projeto cidadão de São José do Rio Preto, aonde realizou trabalhos como ator: “Casamento Caipira” Texto e Direção Adinã Vedroni (2004/2005); A Bruxinha Que Era Boa –Direção Adinã Vedroni (2004/2005); O homem Nu – Texto e Direção Adinã Vedroni (2005). Com a companhia Entre Nós, já realizou os seguintes trabalhos: Presente de Natal - Direção Flávio Batista (2010); Paixão de Cristo Segundo João Pena – Texto e Direção Flávio Batista (2013); Quadrilha Maluca - Direção Flávio Batista (2010/2011/2012); A Canção de Assis – Adaptação e Direção Flávio Batista (2016). Atuou também como ator no curta metragem “Vícios”, dirigido por Hunfrey Borges e Alexandre Estevanato. Ganhou prêmio de atuação por “A Bruxinha Que Era Boa” em 2004 em um festival de teatro do Sesc.

Fabiana Pezzotti

Sócia postulante no Sindicato dos Artistas do Estado de São Paulo sob o número:641-0016. 44 anos, natural de Araçatuba – SP. Fez curso de Teatro no Colégio Objetivo de Presidente Prudente em (1990), finalizando com apresentação de “Desastres de Amor” (crônicas de Nelson Rodrigues) sob coordenação e direção de Denilson Biguette. (2011 / 2013) Curso de Teatro da Casa de Cultura Dinorath do Valle em Rio Preto, sob coordenação e direção de Fabiano Amigucci. Atuando como atriz na cidade de São José do Rio Preto /SP com os trabalhos que abaixo seguem: (2012) Peça: Hoje é dia de Rock - Autor: José Vicente - Direção de Fabiano Amigucci / Minha Nossa Companhia. (2013) Programa de Qualificação em Artes do Projeto Ademar Guerra.Peça: “Hoje é dia de Rock” – Autor: José Vicente / Minha Nossa Companhia - Direção : Fabiano Amigucci – Orientação Artística: André Araújo. Peça: “A Mancha Roxa” – Plinio Marcos – Finalizando o Intermediário - Casa de Cultura. Peça: “As mortes de Trotsky” , Atriz convidada na Cia. Os Cogitadores. Direção: Lawrence Garcia. Intervenção: “A Saga de Pedro Fogueteiro..”, inspirado livremente na obra “Hoje é dia de Rock” – autor: José Vicente. Festival Curta Sesc, com a peça “Cegos”, Direção de Fabiano Amigucci. (2015) Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto 2015, Peça: Hoje é dia de Rock - Minha Nossa Companhia Breu do Sesc/Rio Preto “O Senhor esteja convosco” Performance - Direção de Alex Darc e Ricardo Matioli. “Efêmera” Performance – Direção: Tiago Mariusso. (2016) Trabalhos Orientados pelo Projeto Ademar Guerra. Peça: “Quase Nada” –Marcos Barbosa – Direção: Fabiano Amigucci. Orientação: Gustavo Colombini Peça: “Ab Urbe Condita” – Direção : Lawrence Garcia. Orientação: Juliana Calligaris (2017) Estréia SESC – “Ab Urbe Condita” – Laboratório Cênico. Estréia SESC – “Quase Nada” – Laboratório Cênico.